DSC07366

, , , , , , , ,

ESTREANTES VÃO À FINAL DAS OLIMPÍADAS DE HISTÓRIA

Entraram de sola: já na primeira participação, foram à final. Assim foi a participação da equipe da Escola da Ilha classificada para a final da 10ª edição das Olimpíadas Brasileiras de História do Brasil formada por Isabela Xavier (1ª série), Diogo Franchin de Paula e Alena Zea  (9° ano), todos com apenas 15 anos de idade. Seis equipes da Escola (18 alunos) se inscreveram e passaram pelas 6 primeiras fases da competição, realizadas pela internet. Apenas 2 equipes de Santa Catarina passaram para a final, realizada em Campinas, a da Escola ficando em primeiro lugar.

 

,

“JÁ DECIDIU QUE FACULDADE QUER FAZER?”

Em qual curso ingressar? Qual profissão seguir? Estas são dúvidas frequentes e difíceis para os estudantes que prestarão vestibular. Para auxiliar nesse processo de escolha, os alunos do 2°e 3° anos da Escola da Ilha estiveram no Parque das Profissões, realizada no dia 29 de agosto, na UDESC.

, , , , , , , , , , , ,

ALUNOS DÃO AULA: ENCONTRÃO 2018

Da releitura do Van Gogh ao vitral contemporâneo, passando por planetas inspirados em Saint Exupéry. Das escavações arqueológicas à política, passando pela história de Antonieta de Barros, primeira parlamentar negra do Brasil. Da semente de girassol germinada à estrutura do DNA, passando pelas engenhocas para explicar os fenômenos físicos.

Tivemos muita ciência, cultura e arte no Encontrão de 2018, que aconteceu no dia 07 de julho. Impossível citar todos os 51 projetos apresentados pelos alunos, que foram professores por um dia.

Vejam as galerias de fotos no nosso portal.

, , , , , , ,

O MUNDO NAS MÃOS DOS ALUNOS: UMA SIMULAÇÃO QUE VALE MUITO

– Querem ter o mundo nas suas mãos?
– QUEREMOS!
É o que responderam os 30 alunos da Escola a respeito do SIEM, evento no qual os alunos simulam as assembleias gerais da ONU, da União Européia e da OEA. Para participar, tiveram que estudar, estudar, estudar…, elaborar estratégias, afinar a argumentação e a oratória.

, , , , , , , ,

CRUZ E SOUSA, ALÉM DA POESIA

Este ano, as duas turmas do 4º ano escolheram a vida do poeta Cruz e Sousa, negro, filho de alforriados, que se tornou um dos expoentes da poesia simbolista que surge no final do século XIX. “Os alunos conheceram pesquisaram a sua biografia e se envolveram principalmente com as questões relacionadas à discriminação social vivida por ele”, ressalta a professora Silvana Cenci, de Estudos Sociais.